KBB - Cotação de carros - logo
PUB
Página principalNotíciasDicas
Partilhar

Segurança automóvel: os sistemas que fazem diferença

A segurança é uma das principais preocupações de quem adquire um carro e os fabricantes têm correspondido. Saiba quais os sistemas de que não pode prescindir.


Para a grande maioria dos fabricantes de automóveis, os alertas e os sofisticados sistemas de assistência eletrónica à condução são indispensáveis argumentos de venda. A boa notícia é que já não são ‘mimos’ exclusivos dos automóveis das categorias superiores, estando acessíveis a todos os segmentos de mercado, dos citadinos às requintadas berlinas de topo.

E se alguns destes equipamentos não são mais do que bons exercícios de marketing, outros fazem realmente a diferença. Saiba quais são e como intervêm para que a utilização do automóvel seja mais segura e agradável.

ESP

ESP - Electronic Stability Program

Item obrigatório em todos os automóveis de passageiros novos comercializados na Europa desde 2015, o controlo eletrónico de estabilidade (ESP) é o avanço mais importante desde a democratização do Airbag e do ABS. Utiliza sensores instalados em diversos pontos e atua sobre a força transmitida ao eixo motriz e aos travões. Isto é, o ESP gera força contrária à do movimento centrífugo natural provocado pela velocidade em curva ou em condições de aderência precária, podendo deter apenas uma roda, independentemente do comportamento das restantes, para que o automobilista mantenha o domínio da viatura ou ajudando a corrigir excessos. 

Travagem de Emergência em Cidade

Sistema de emergência em cidade

Grande parte dos acidentes que ocorrem em ambiente urbano são colisões na traseira do carro que segue imediatamente à nossa frente. Este sofisticado sistema evita estes embates ou pelo menos reduz significativamente o impacto, uma vez que permanece alerta quando o automobilista por alguma razão se distrai. O sistema emite raio laser que mede a distância para o veículo da frente, normalmente até à velocidade máxima de 30 ou 40 km/h. Quando existe perigo de colisão, atua sobre o sistema de travagem automaticamente.

Transposição Involuntária de Faixa

Sistema de aviso à transposição involuntária de faixa

Sensores de infravermelhos ou câmaras instaladas no automóvel reconhecem as marcações do piso que delimita as faixas de rodagem e os limites das bermas. A eletrónica monitoriza estes dados em permanência, avaliando também a posição do veículo, alertando para a possibilidade de transposição involuntária da faixa em que circula se o condutor não sinalizar a manobra com pisca. Dependendo do fabricante, alguns sistemas funcionam com sinais sonoros, vibrações no volante ou no banco do condutor, sendo que os módulos mais evoluídos já atuam sobre a direção, corrigindo a trajetória. 

Assistente de Ângulo Morto

Assistente de ângulo morto

Este ajudante eletrónico, geralmente instalado no retrovisor exterior do automóvel, vigia o trânsito nas faixas de rodagem paralelas, com recurso a radares, câmara ou laser apontados para trás, alertando para a presença de outro veículo no denominado ângulo morto dos espelhos retrovisores exteriores. O sistema avisa o condutor através de vibração no volante e/ou sinais sonoros ou luminosos.

Head-Up Display

Head-up display

Um ‘gadget’ cada vez mais comum e apreciado, o Head-Up Display projeta imagens com informações importantes à condução no para-brisas ou numa pequena lamela plástica instalada no topo do tablier, mesmo atrás do volante. Este equipamento ‘importado’ da indústria aeronáutica oferece a vantagem de permitir o acesso a informações como a velocidade, indicações de navegação ou sinalização sem desviar o olhar da estrada.

Faróis direcionais e adaptativos

Faróis direcionais e adaptativos

Muitos dos mais acessíveis utilitários no mercado já estão equipados com faróis com função berma, que iluminam as laterais da estrada, acompanhando os movimentos do volante. Nas categorias de topo, esta funcionalidade está a cargo de bem mais sofisticados faróis direcionais e adaptativos, que têm a capacidade de direcionar o feixe de luz para onde aponta o trem dianteiro, mas também função automática para adaptar a iluminação de acordo com as condições de circulação em cidade e em estrada aberta ou, no caso dos sistemas mais completos no mercado, com câmara instalada no retrovisor interior, avaliando até as condições climatéricas.   

Cruise Control Ativo

Cruise Control Ativo

Permite programar a velocidade de cruzeiro e a distância que queremos manter para o carro da frente, deixando que a eletrónica faça quase todo o serviço. Sempre que a margem de segurança predefinida se alterar, o Cruise Control Ativo atua autonomamente, acionando os travões.

Partilhar

Artigos Recentes

PUB
PUB

Descubra já o preço do seu carro novo ou usado

  • Citadino

  • Utilitário

  • Sedan

  • Carrinha

  • Monovolume

  • SUV/TT

  • Desportivo/Coupé

  • Cabrio

  • Luxo

  • Híbrido/Eléctrico

PUB