KBB - Cotação de carros - logo
PUB
Página principalNotíciasDicas
Partilhar

Férias com crianças: seis dicas para não enjoarem

Se há frase que põe qualquer progenitor em alerta vermelho quando está em viagem é "estou a sentir-me mal". Saiba como evitar o enjoo das crianças no automóvel.


Com o arranque das férias de Verão, milhares de famílias fazem-se à estrada. Mas o típico para-arranca e as estradas sinuosas resultam noutro contratempo: a de enjoo em viagem. E não se julgue que este é um mal infantil. A má disposição afeta cerca de dois terços da população mundial em algum momento das suas vidas. No entanto, o mal-estar a bordo de um automóvel é mais comum em passageiros (o condutor, com os sentidos voltados para a estrada, nunca ou raramente enjoa), sobretudo crianças e adolescentes. A incidência é maior em quem se senta no banco traseiro e aumenta exponencialmente em quem, durante o percurso, vai a ver filmes ou a brincar com videojogos.

Num estudo realizado pela Ford, com a ajuda de especialistas sobre enjoo em movimento, verificou-se que os passageiros que durante uma curta viagem olhavam pela janela sentiam-se enjoados após 10 minutos. E eram todos adultos.

"O enjoo pode tornar uma viagem em família num verdadeiro pesadelo, com o pai e a mãe nervosos a espreitar por cima dos ombros e temendo o pior", disse Eike Schmidt, engenheiro de pesquisa do Centro de Pesquisa e Inovação da Ford, em Aachen, na Alemanha. "O conforto é um grande foco na maneira como projetamos os carros do futuro e queremos fazer tudo o que pudermos para reduzir o enjoo no carro", rematou.

Sinais de alerta para o enjoo no carro

Bocejar e transpirar são sinais de alerta desta situação e ocorrem quando o cérebro recebe informações desconexas da visão e do órgão responsável pelo equilíbrio, localizado no ouvido. Os bebés não enjoam no carro, estes sintomas só ocorrem quando começamos a andar. Os animais de estimação também são afetados, e incrivelmente até o peixe dourado sofre de enjoos, um fenómeno observado pelos marinheiros.

"O enjoo é um problema complexo. É uma reação natural a um estímulo não natural que não pode ser curado como tal. Mas podemos tentar aliviar os sintomas", explicou o especialista da Organização Holandesa para Pesquisa Científica Aplicada, Jelte Bos.

Nos testes iniciais verificou-se que, quando as janelas eram mais elevadas, permitindo um campo de visão mais alargado de ambos os lados da estrada, havia uma menor propensão a enjoar. Assim, os próximos testes irão explorar formas alternativas de permitir uma maior visão aos passageiros do banco traseiro.

"Para muitos condutores que pensam que os filhos têm problemas de enjoo nos carros pode simplesmente ser que os seus filhos tenham um problema com a sua condução", acrescentou Bos, que também leciona uma disciplina de perceção de movimento na Universidade de Vrije em Amesterdão, e que tem trabalhado num dispositivo que mostra o quanto o comportamento ao volante pode afetar o enjoo dos passageiros. "Adotar um estilo de condução mais suave é pode diminuir os sintomas de náuseas, além de reduzir também os custos com combustível."  

6 dicas para diminuir o enjoo nos automóveis:

1. Viaje, sempre que possível, nos bancos da frente. Se tiver de ir atrás, opte pelo banco do meio, de forma a ter uma melhor visualização da estrada;

2. Privilegie a condução suave e evite, sempre que possível, travagens bruscas, acelerações fortes e buracos no pavimento;

3. Distraia os passageiros - cantar uma canção em família pode ajudar;

4. Evite beber café, beba pouca água e, se tiver de comer, opte por biscoitos de gengibre;

5. Mantenha a cabeça o mais imóvel possível, usando uma almofada ou um suporte para o pescoço;

6. Mantenha o ar condicionado ligado para que circule ar fresco.

Partilhar

Artigos Recentes

PUB
PUB

Descubra já o preço do seu carro novo ou usado

  • Citadino

  • Utilitário

  • Sedan

  • Carrinha

  • Monovolume

  • SUV/TT

  • Desportivo/Coupé

  • Cabrio

  • Luxo

  • Híbrido/Eléctrico

PUB