KBB - Cotação de carros - logo
PUB
Página principalNotíciasDicas
Partilhar

Comprar carro novo: gasolina, gasóleo ou elétrico?

Gasolina, gasóleo ou elétrico? A escolha nem sempre é óbvia, por isso mostramos-lhe as vantagens e desvantagens de cada um.


Um maratonista perguntou a um especialista em calçado desportivo qual o melhor modelo para correr. Resposta: “Aquele em que te sentires melhor.” Alguém questionou um enólogo: qual o melhor vinho? “O que te souber melhor”, foi a resposta. No que toca à escolha de um veículo novo, a solução é similar. Depende do dinheiro disponível, do tipo de utilização e, claro, dos gostos pessoais. Todos os tipos de propulsão têm pontos fortes e outros em que estão em desvantagem.

Comprar carro novo a gasolina ou gasóleo?

Os veículos a gasolina têm um custo de aquisição e manutenção inferiores. São menos uns milhares de euros na compra e umas dezenas (ou centenas) nas revisões e manutenções. Em contrapartida, para a mesma potência e performances, os consumos são superiores aos das viaturas diesel e o litro de gasolina custa em média cerca de 20 cêntimos mais que o litro de gasóleo. Contas feitas, de grosso modo, para quem faz cerca de 10.000/12.000 km por ano, é mais vantajoso adquirir um carro a gasolina pois será preciso percorrer bem mais de 100.000 km para que o diesel comece a compensar.

Outros pontos a favor são o facto de os motores a gasolina estarem cada vez mais eficientes nos consumos e os veículos a gasóleo serem mais poluentes, com as novas normas antipoluição a serem cada vez mais restritivas, penalizando os diesel e forçando os fabricantes a equiparem as viaturas com dispositivos de redução de emissões mais sofisticados e, consequentemente, mais caros.

Para quem faça muitos quilómetros por ano, em especial sendo um particular, um veículo diesel pode ser uma boa compra, apesar dos contras apontados acima. Depois, mesmo considerando as desvantagens, muitos preferem o comportamento e as performances de um veículo a gasóleo face aos a gasolina: maior binário e acelerações mais fortes. Acresce que os motores diesel duram em princípio mais e não têm velas (ignição por compressão em vez da ignição por faísca dos propulsores a gasolina).

Comprar um carro elétrico novo

Os veículos elétricos (e híbridos plug-in, sejam elétricos/gasolina ou elétricos/diesel), face à legislação portuguesa, são particularmente vantajosos para empresas e já não tanto para os compradores particulares. Por isso, a esmagadora maioria dos veículos elétricos ou plug-in vendida em Portugal foi adquirida por empresas ou empresários em nome individual.

Em 2017, há um subsídio de 2250€ para os primeiros mil veículos elétricos (com limite de 5 viaturas por empresa). Além disso, o Imposto Único de Circulação tem um valor reduzido entre 7,91€ e 35,87€, e, em algumas cidades, não se paga o estacionamento. Já no caso dos veículos híbridos plug-in, está determinada uma redução no ISV de até 562,50€. Outras vantagens fiscais para empresas e empresários em nome individual na aquisição de híbridos plug-in: 75% de desconto no Imposto Sobre Veículos, 100% de dedutibilidade do IVA para Empresas e Empresários em Nome Individual, 100% das depreciações da viatura aceites como gasto fiscal em sede de IRC, taxas de tributação autónoma reduzidas em 50% (empresários individuais) e 64% (empresas).

Calcular o Preço Justo para o seu carro novo

Quer escolha um carro a gasolina, a gasóleo ou elétrico, nada como consultar o Preço Justo KBB  antes de fazer a sua opção. Para saber qual o valor ideal que deve dar pelo seu carro novo, só tem de aceder a www.kbb.pt e escolher a marca e o modelo do veículo. De seguida, mostramos-lhe o Intervalo Justo de Mercado, o PVPR e, como não podia deixar de ser, o Preço Justo KBB, um valor atualizado mensalmente que representa aquilo que um consumidor deve esperar pagar por um veículo novo, configurado por si, com imposto automóvel (ISV) e acrescido de IVA à taxa legal em vigor.

Comprar carro novo em nome da empresa: elétrico ou híbrido?

No caso das empresas, para usos em cidade, com quilometragem diária limitada, os veículos 100% elétricos são os mais vantajosos. Se for preciso uma maior autonomia, os plug-in, graças aos benefícios fiscais, a médio/longo prazo podem originar uma poupança de largos milhares de euros face a viaturas similares a gasóleo. Há um estudo da Mitsubishi que compara as versões híbrido plug-in e a gasóleo do Outlander, em que fica demonstrada a vantagem da variante híbrida e isso tem-se refletido nas aquisições desse SUV, onde as vendas do plug-in superam as do Outlander a gasóleo.

Partilhar

Artigos Recentes

PUB
PUB

Descubra já o preço do seu carro novo ou usado

  • Citadino

  • Utilitário

  • Sedan

  • Carrinha

  • Monovolume

  • SUV/TT

  • Desportivo/Coupé

  • Cabrio

  • Luxo

  • Híbrido/Eléctrico

PUB