Fechar

Os meus Carros

Comparações guardadas

Sem comparações guardadas

Sem carros recentes

PUB
Página principalNotíciasDicas
Partilhar

Os melhores carros italianos do século XX

Itália é um dos pólos mundiais da moda, boa comida, bom futebol e, claro, carros fantásticos que fazem parte do imaginário de qualquer amante das quatro rodas.


Esta lista de "macchinas" icónicas, na verdade, poderia ser interminável, mas alguns dos modelos apresentados são verdadeiramente incontornáveis. Conheça alguns dos melhores carros italianos de sempre.

Fiat 500 (1957-1975)

Melhores carros italianos Fiat 500

Nos idos anos 1950, já o simpático Fiat 600 era uma espécie de fenómeno de popularidade. Mas, no difícil pós-guerra, a Fiat sentia a necessidade de colocar no mercado um modelo ainda mais acessível. O engenheiro Dante Giacosa avançou com a solução: um pequenito automóvel de apenas 2,97 metros de comprimento, com dois lugares, de construção simples, mas tremendamente engenhosa, e a um preço muito baixo. Nascia o 500 original. Além de um design genial para a época, o pequeno italiano apresentava também uma fiabilidade acima da média. E a mecânica simples, com um motor de dois cilindros com 479 cc e 13 cv, era parte do segredo. A "fórmula" convenceu 3,89 milhões de automobilistas na Europa!

Lancia Delta Integrale (1987-1994)

Melhores carros italianos Lancia Delta Integrale

Desenhado em 1979 pelo engenhoso Giorgio Guigiaro, o Lancia Delta utilizava a plataforma do Fiat Ritmo, que servia perfeitamente os propósitos de despretensioso automóvel familiar. Mas, na verdade, tecnicamente o Delta surpreendia ao servir de base a uma versão desportiva utilizada pela marca italiana para homologar um automóvel de competição. O Lancia Delta Integrale 8V ou Delta 4WD, que viria a dominar durante vários anos o Campeonato do Mundo de Ralis, nasceu em 1987, com um motor de 4 cilindros em linha de 2 litros e 185 cv. A transmissão integral e a suspensão independente nos dois eixos ajudavam a colocar toda a sua potência no solo. Em 1989, a Lancia apresentava uma versão 16 válvulas do seu Lancia Delta Integrale, subindo a potência do motor para 200 cv. Um maquinão!

Ferrari 250 GTO (1962-1964)

Melhores carros italianos Ferrari 250 GTO

É a mais exclusiva e rara produção da marca de Maranello e, unanimemente, considerado o mais icónico Ferrari de todos os tempos. Os algarismos na designação do modelo traduzem o tamanho de cada um dos cilindros (250 cc) do brilhante V12 com 3 litros e 302 cv. A sigla GTO, para designar Gran Turismo Omologata, distinguia exatamente automóveis de competição homologados para as estradas. Do 250 GTO foram produzidas apenas 36 unidades, durante dois anos, o suficiente para que a Ferrari arrecadasse três títulos consecutivos na categoria GT. Mas, as excecionais credenciais dinâmicas explicam apenas parte do seu carisma. O 250 GTO não era só muito bom, era também lindo de morrer. No fundo, era uma versão de pista do belíssimo 250 GT Berlinetta, que foi uma das mais belas criações do estúdio Pininfarina. Sobre o 250 GT dizia-se na época ser demasiado bonito e feminino para um Ferrari…

Ferrari F40 (1988-1996)

Melhores carros italianos Ferrari F40

O mítico F40 foi dos primeiros automóveis a merecer a designação de superdesportivo, ao utilizar soluções como o recurso a fibra de carbono para baixar o peso do conjunto, que não ia muito além dos 1300 kg. Sob o capot estava um barulhento e potente V8 com 3 litros e 478 cv, capaz de prestações fora de série. Em plenos anos 80 do século passado não havia muitos carros de estrada a "disparar" dos 0 aos 100 km/h em menos 4 segundos. E nenhum chegava certamente aos 322 km/h! O modelo, que foi produzido para assinalar os 40 anos da Ferrari, acabaria por ser o último modelo da marca a ser aprovado pessoalmente pelo fundador Enzo Ferrari, que viria a morrer um ano depois.

Alfa Romeo Spider (1966-1994)

Melhores carros italianos Alfa Romeo Spider

Quando, em quase trinta anos de produção, um automóvel evolui apenas à custa de pequenas mudanças na estética, fica quase tudo dito sobre a qualidade da "fórmula" original. Com design de Battista Pininfarina, motor dianteiro de quatro cilindros e tração traseira, sobre a base rolante do Giulia 105, o Alfa Spider era conhecido como o Ferrari dos pobres, sem que isso o diminuísse. Na época, o Spider era, efetivamente, barato para tanto estilo e prazer de condução que oferecia.

Lamborghini Miura SV (1967-1973)

Melhores carros italianos Lamborghini Miura SV

É impossível falarmos de carros italianos sem fazermos referência ao Lamborghini Miura SV, um superdesportivo desenvolvido por Marcello Gandini, do famoso atelier Bertone. Além de um potente V12 de 380 cv, que o tornou no carro de produção mais rápido na altura do seu lançamento, o Miura destacou-se por ser o primeiro supercarro do mundo equipado com um motor montado em posição central traseira. Esta particularidade permitia-lhe ter uma condução mais precisa e uma melhor estabilidade, o que era importante tendo em conta que estamos a falar de um carro que atingia os 273 km/h e acelerava dos 0 aos 100 km/h em apenas 4,9 segundos.

Partilhar

Artigos Recentes

PUB
PUB

Descubra já o preço do seu carro novo ou usado

  • Citadino

  • Utilitário

  • Sedan

  • Carrinha

  • Monovolume

  • SUV/TT

  • Desportivo/Coupé

  • Cabrio

  • Luxo

  • Híbrido/Eléctrico

PUB